,

Marina Favato - Casamento Indiano

maio 07, 2012



O casamento indiano é muito diferente do que  estamos acostumados. Seu colorido é lindo, suas tradições e cerimonial... A festa dura mais dias, e a noiva e convidados usam trajes  coloridos, com muito brilho e adereços.
A noiva brasileira passa o dia no cabelereiro se preparando para o grande dia. O Dia da Noiva! Já  a noiva indiana se prepara por uma semana. A preparação da noiva indiana, para cerimônia de casamento dura em torno de uma semana. Antes do dia do casamento, muitas cerimônias são realizadas na casa da noiva. Uma delas é a cerimônia em que ela recebe a pintura de hena nos braços, nas mãos e nos pés.
 A fotógrafa Marina Favato fez um lindo registro na Índia deste lindo casamento. 
Eu amei  a maneira como ela nos conta através de seu olhar, esta história de amor, e todo o cerimonial. Registrando cada detalhe, com carinho e bom gosto. 
Salvando para sempre estes lindos momentos! Escolhi algumas fotos para o blog. E um texto de autor desconhecido sobre as quatro leis da espiritualidade emsinadas na India.

Na Índia, são ensinadas as “quatro leis da espiritualidade”.

A primeira diz : “A pessoa que vem é a pessoa certa”.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso… 
Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.
Nada, nada, absolutamente NADA do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não.
O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz : “Toda vez que você iniciar é o momento certo”.
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma : “Quando algo termina, ele termina”.
Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado.





LEIA TAMBÉM

1 comentários

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu Email receba as Novidades do Mother of the Bride

Mais Recentes

CURTA NO FACEBOOK