,

Tradições Turcas - Coluna da Paulinha

abril 04, 2014

                                                                         

Oieeee queridas... o post de hoje é beeem turco... vou contar sobre uma tradição de séculos que os turcos mantém até hoje no pré casamento... ao invés de despedida de solteiro, o que tem la (para as mulheres só) é a Noite da Henna (ou kına gecesi).
Então vou contar um pouquinho do pais do meu aşk e das tradições que seguirei (com algumas alteraçõeszinhas) no meu casamento...
A Turquia é um país 99% muçulmano, mas é também um país secular. O Islão, portanto, regem muitas tradições do casamento. Casamentos na Turquia são momentos de esbanjar com celebrações que podem durar vários dias antes e depois da cerimônia do casamento mesmo. Mas não se preocupem... essa parte adaptaremos à moda ocidental, hehe.
Na tradição turca, antes do casamento, as respectivas famílias compram móveis e utensílios domésticos para o jovem casal, já os convidados não dão as toalha, eletrodomésticos ou louças, em vez disso, eles banham a noiva, literalmente, com notas de dinheiro e moedas de ouro.
Um casamento tradicional turco consiste em várias partes diferentes, como ir para a casa da noiva para pedir sua mão, o noivado, a noite henna e da cerimônia de casamento. Pode haver algumas diferenças de região para região, por exemplo, na região leste do país casamento pode durar 40 dias e 40 noites (graças a Deus o nosso não será assim, senão estaríamos falidos...) ou em outras regiões a noite da henna é preciso mais do que uma noite.
                                                                           
Sal no café dele
Quando um homem e uma mulher decidem se casar, a primeira coisa que tem que fazer é programar para que as famílias se encontrem (essa parte também não vai acontecer, a não ser uma semana antes do nosso casamento dada à distância).
É um costume a família do noivo ir à casa da noiva para pedir a mão da moça em casamento para seu filho. Antes de visitar a casa da noiva, eles compram uma grande caixa de chocolates e um buquê de flores. O significado dos chocolates é "vamos comer doce e, em seguida, falar doce". As duas famílias começam uma conversa educada, a fim de começar a conhecer uns aos outros, (mas mais frequentemente do que não que eles já se conhecem e estão muitas vezes relacionados de alguma forma) e, enquanto eles estão conversando que a noiva serve um café turco aos membros de cada família.
A parte divertida da tradição diz que a noiva deve colocar sal no café do noivo e observá-lo. Se ele bebe o café salgado sem mostrar quaisquer sinais de desagrado isso quer dizer que o noivo está pronto para fazer qualquer coisa sem um reclamar pela noiva. Eu fiz essa parte e contei para vocês aqui em outro post... e mostrei a carinha que ele fez, ou seja... ele ainda tem que treinar muito a fazer TUDINHO por mim sem reclamar e sem cara feia... kkkkk. Ela, então, apresenta os chocolates trazidos pela família do noivo em uma bandeja de prata, e a conversa educada é realizada para o clímax da intenção final da visita.
O membro mais velho, se não um dos avós, o pai do noivo, abre o assunto dizendo que os jovens se reuniram e decidiram se unir e, como estados tradição, eles querem oficialmente a mão da menina em casamento com a permissão de sua família . Em resposta, um membro mais velho da família da noiva fala, hoje em dia geralmente afirmando que o jovem casal concordou entre si e agora é apenas natural que a família concorde. A noiva e o noivo devem beijar as mãos dos membros mais velhos de cada família, e depois de feito um acordo verbal para o noivado, os convidados e os anfitriões tomam sorbet (bebida fria, não alcoólica, geralmente com base em um suco de frutas e adoçado) para criar uma doce harmonia entre as famílias e significa que a família da noiva consente o casamento e que ele vai ir em frente.

O noivado
A cerimônia de noivado é realizada na casa da noiva, uma vez que a data for definida os convites são enviados. No dia do noivado os convidados (normalmente familiares próximos) se reúnem na casa do noivo e, em seguida vão junto para casa da noiva. A nossa foi na casa dele... pois estávamos lá na Turquia, como vocês viram no meu outro post. (aqui >http://www.motherofthebride.com.br/2014/03/coluna-da-paulinha-tradicoes-e.html)
Mulheres e homens sentam separados na casa da noiva e, depois de almoçar, jóias chamada "Taki" (colar, pulseiras, brincos) são dadas para a noiva que está vestida com vestido de noivado especial que foi dado a ela por sua sogra e parentes do noivo.
Um membro mais velho da família nomeado fará um breve discurso e uma aliança de ouro é colocada sobre os dedos anelares do casal. Os anéis estão ligados por uma fita vermelha, e quando os anéis são colocados a fita vermelha é cortada, fazendo com que o noivado seja oficial.
O casal recém-noivado, em seguida, beija os membros mais velhos de cada família, e os membros mais jovens de cada família trazem o bolo de noivado para a sala.
Voltando à fita – ela é cortada no meio, para sejam pedaços iguais de fita para cada um. A futura noiva fica com a sua parte por uma boa razão, ela corta esta parte da fita vermelha em pedaços pequenos e os compartilha com seus amigos, aqueles que são únicos. Acredita-se que eles vão em seguida, encontrar a sua alma gémea com a ajuda deste pequeno pedaço de fita vermelha. Acredita-se também que, se a peça é curta, eles vão encontrá-lo em um curto espaço de tempo, se é longa, vai demorar muito tempo para ela se encontrar com o mesmo.
                                                                               








  
Kina Gecesi (Noite da Henna)
A Noite da Henna é realizada um dia antes do casamento, que geralmente ocorre na casa da noiva e só para mulheres. É uma cerimônia rica em história e folclore onde a família da noiva a dá para a família do noivo.
A noiva, simbolicamente, deixa sua identidade como filha, centrado na casa de sua mãe, e entra em uma nova vida como uma mulher cuja vida está centrada em torno da família de seu marido.
Primeiro a henna que foi trazida pela família dos noivos é preparada por uma das meninas, enquanto o resto das mulheres dançam em torno de si mesmas cantando músicas tradicionais sobre mães perdendo seus filhos e filhas se tornando esposas depois mães. Algumas das mulheres faz um longo uivo, agudo que é chamado “ululação”. Ele é feito movendo a língua rapidamente de um lado para outro enquanto faz um ruído agudo alto... aquele gritinho alto e fino, sabe?
Uma vez que a henna está pronta ela é quebrada em pedaços e colocada em um prato de prata por uma mulher chamada de "Basi Bütün", que significa um "cuja cabeça é completa", ou seja, alguém em um casamento feliz completo com crianças e cujo pai e mãe é ainda vivo, e não são separados.
A noiva (usando um véu bermelho sobre o rosto) e o noivo a seguindo, são levados para a sala e sentam-se no centro, seguidos por mulheres segurando pratos de prata com a henna e velas acesas e cantando canções. A “mulher cabeça” tira um pouco da henna a passa ao redor do dedo mindinho do noivo.
Em seguida, a sogra leva um pouco de henna do prato e tenta colocá-lo na palma da mão danoiva, mas a noiva se recusa a abrir mão dela. Em seguida, a sogra coloca uma moeda de ouro (simboliza riqueza e boa sorte) na palma da mão da noiva. Somente após receber moedas de ouro a noiva aceita a hena.
Em seguida, as mãos da noiva são colocadas em sacos de pano vermelho e o dedo noivos enrolado por um lenço vermelho. A henna é a representação do solo celestial puro do paraíso e o véu vermelho é para desviar olhares malignos.
Uma vez que as palmas das mãos da noiva estão manchadas a henna é passada aos convidados para que também possam colocar em suas palmas. A mancha tem a duração de cerca de uma semana e é para mostrar a todos depois da cerimônia que há uma nova noiva ou que houve recentemente a um amigo íntimo ou casamento na família.
A canção cantada é especial, chamada de "Yuksek Tepelere", que marca a partida da noiva, deixando sua família em casa para embarcar em uma nova vida. O noivo então é levado embora, não pode mais participar da festa.
E agora a diversão começa! Dança, cantoria, conversas, risadas e comilança continuam noite à fora. Bebidas não alcoolicas, frutas secas, nozes e comida são servidas.
                                                                                    




O Casamento
Na maioria dos casos existem dois tipos de cerimônia - uma cerimônia religiosa e uma cerimônia civil (apenas a cerimônia civil é reconhecida como legal). Ambas as cerimônias podem ser realizadas no mesmo dia ou em dias diferentes.
De manhã cedo o carro do casamento é retirado da garagem, levado para lavar e depois para a floricultura para ser decorado com flores e tule.
Antes da cerimônia religiosa, o marido muçulmano tem que chegar a um acordo financeiro com os potenciais sogros pode ser dinheiro, jóias ou propriedade (essa parte é interessante... hahaha), e é um pagamento feito para a noiva que é dela para manter e usar como ela desejar. A razão é que, mesmo se a mulher não tem bens, ela se torna uma noiva com propriedades. Isto é conhecido como “Mahr”.
O casamento real muçulmano é conhecido como um 'nikah'. É uma cerimônia simples, em que a noiva não tem de estar presente, desde que ela envie duas testemunhas para concordar com o acordo lavrado. Normalmente, a cerimônia consiste na leitura do Alcorão, e a troca de votos na frente de testemunhas para ambos os parceiros. Nenhum funcionário religioso especial é necessário, mas muitas vezes o Imam está presente e realiza a cerimônia. Ele também pode dar um breve sermão.
A cerimônia não tem que ser em uma mesquita, podendo ser até na sala de casa, após a cerimônia pode ou não haver um almoço para os presentes.
Mais tarde o noivo é levado para barbear-se e cortar o cabelo junto com os homens e as mulheres ao cabeleireiro e maquiagem para se preparar.
Hoje em dia a maioria das noivas usam vestido branco, mas esse não é o típico vestido de noiva turco. Desde a virada do século 20, a maioria das noivas turcas têm optado por usar estilo ocidental vestidos de noiva branco, mas havia um número de diferentes tipos de trajes de casamento que eram comuns na Turquia antes desse tempo. Nem todas as roupas de casamento foram vestidos, alguns consistia de calças largas presas no tornozelo com casacos até o chão ou casacos na altura do joelho usado sobre tudo.
Vestidos de noiva tradicionais turcos são coloridos e ricamente estampados. Vermelho é uma cor especialmente popular uma vez que os turcos partilham a crença asiática que o vermelho é uma cor de sorte. O noivo deve usar um terno ou smoking.
                                                                                 
                                                                           




Antes de a noiva sair, seu irmão mais velho (ou pai ou tio se nenhum não tem irmão) amarra uma fita vermelha em volta da cintura, que significa a sua virgindade.
                                                                             
Na Turquia, como em muitas outras culturas, é considerada uma questão de honra e orgulho para a família da noiva. (bom, mesmo lá já fiquei sabendo que igual à grinalda e o vestido branco, as noivas seguem usando a faixa por que sim... pois nem lá a cultura da virgindade antes do casamento é mais tão forte).
Ao sair de casa a noiva deve desvendar uma rápida charada, assim suas amigas poderão se casar sucessivamente na mesma rapidez que a charada foi desvendada.
Há alguns costumes para desejar ao casal felicidade e um casamento doce, estes são realizados quando a noiva sai da casa de seu pai e quando ela entra na casa do homem. Estes incluem um espelho sendo carregado atrás da noiva quando ela sai da casa de seu pai, expressando o desejo de que ela tenha uma vida brilhante.
Da mesma forma, quando ela está passando na soleira da casa do homem, manteiga, mel e coisas semelhantes são espalhados na soleira e no batente da porta, com o objetivo de proporcionar uma doce harmonia entre a noiva e as pessoas em sua nova casa.
Quando os preparativos do casamento são concluídos o noivo vem para buscar sua noiva e eles saem juntos conduzidos no carro decorado para o lugar onde a cerimônia civil será realizada.
O casal se senta em uma cadeira especial que se assemelham a tronos. Há duas testemunhas (em casamentos turcos não há damas de honra ou padrinhos e madrinhas) e do juiz de paz. Uma vez que a cerimônia começa é rápido!
Todo o processo consiste basicamente da noiva responder às seguintes três questões: Qual é o seu nome completo? Qual é o nome do seu pai? Qual é o nome da sua mãe? Em seguida, o noivo responde às mesmas três perguntas. A noiva, em seguida, responder sim quando perguntado se ela deseja se tornar Mrs. Fulana e o noivo respondendo sim para se ele deseja tomar Fulana como sua esposa. Assine seu nome aqui e aqui e: "Você agora está casado." A coisa toda leva talvez 7 minutos.
Assim que o registo é assinado, a noiva e o noivo correm em direção um ao outro para pisar em seu “sapato conjugal”, que traz elogios imediatos de cada lado da família. O vencedor da corrida acredita-se que será a pessoa que vai dominar a família a partir daquele momento (já estou treinando a minha largada!!!)
Uma vez que a cerimônia termina hora da dança começar, normalmente em um casamento turco não são servidos comida ou bebida com álcool, apenas refrigerantes ou água.  (mas claro que essa parte será bem brasileira).
Em um dado momento, os noivos dançam juntos na pista e seus pais também, nessa hora os pais e convidados os cumprimentam e dão presentes. Uma fita é colocada no pescoço do noivo e da noiva onde são pendurados os presentes, isso é chamado “Taki Töreni” (nesse dia ao invés de dinheiro colocarão nela seus votos para nós dois em um bilhete, assim teremos esses votos guardados para sempre).
O bolo então é cortado e oferecido aos convidados. No casamento turco tradicional a festa acaba aí, mas na nossa claro que esse será só o começo!!!
Quando a festa acaba os noivos deixam as pessoas jogar açúcar, moedas, frutas secas e nozes por cima da cabeça da noiva, como expressão de um desejo de abundância.
Bom, como podem ver... existem milhares de tradições e simbolismos turcos em torno do casamento... nem todos nós faremos e alguns nós adaptaremos, até para que todos possam entender e compartilhar conosco... por exemplo: NÃO VOU USAR VÉU NO CABELO TODA FECHADA... calma... rsrsrsrs... mas outras coisas legais e diferentes sim faremos... com certeza será uma festa muito legal, divertida e cheia de novidades para todos, né??? Bom, por hoje é só... agora vou alí correndooooo fechar o resto dos móveis que ainda não contratei... hahahaha, beijinhos e até terça!!! E pra falar comigo é só ligar na Moinhotur 
                                                                               
                                                                       
                                                                www.moinhotur.com.br/

LEIA TAMBÉM

0 comentários

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu Email receba as Novidades do Mother of the Bride

Mais Recentes

CURTA NO FACEBOOK