,

China - Destino de Viagem - Coluna da Paulinha

março 26, 2014


Oiii noivinhas!!!! Hoje é dia de viajar... ai que delicia né?

Já nasci envolvida com turismo. Minha mãe já  a mil com as viagem levando grupos e descobrindo destinos, com  a Moinho Tur.
Lá em casa somos ligados neste mundo do turismo e trabalhamos com  paixão, com aquilo que gostamos e sabemos fazer.
Eu amoooo... e óbvio que todo mundo já percebeu... afinal estou de casamento marcado com um turco que eu conheci na China enquanto estudava na Espanha... hahahahahaha...

E a dica de hoje é inspirada nessa viagem... CHINA! Não é um destino muito comum, muito menos para lua de mel, mas acho que se vocês são aventureiros, gostam de cultura e têm tempo vale muito à pena.
O país tem uma história e cultura milenar, com uma contribuição para a humanidade ímpar. Mas é loooonge... então preparem-se para muito avião... hehehe.
Existem várias rotas para chegar até lá. Africa do Sul, Turquia, Londres, Dubai... e por ai vai... mas em média a viagem dura umas 26 horas (entre voos, conexões e etc). Haja bumbum pra aguentar tanto banco, hahaha.
A primeira vez que fui pra lá foi pra fazer uma inspeção de campo mesmo, minha mãe estava criando uma viagem estilo "summer camp" para uma escola de São Paulo que queria que seus alunos estudassem chinês nas férias de julho, e lá fomos nós desbravar esse país que, na época, era ainda mais longe de nós até nos jornais e revistas.
Ha 6 anos, quando fui  pela primeira vez a China estava começando a aparecer para o mundo como conhecemos hoje (uma máquina potente industrial e econômica), mas já dava pra perceber que iriam longe. O país não dormia (e continua assim), é obra e trabalho 24 horas por dia 7 dias por semana. Até banco abre domingo!!!!
É um país fascinante, as paisagens lindas, a história de mais de 5 mil anos, as construções, antigas e novas (todos os grande arquitetos da atualidade têm projetos lá), a cultura, o conhecimento... enfim... tudo é novidade, diferente e INTERESSANTE!
                                                                             



A primeira parada é Pequim, claro. Além de conhecer as instalações maravilhosas que foram feitas pras últimas Olimpíadas é obrigatório conhecer: A Cidade Proibida (antigo palácio imperial onde era proibido qualquer pessoa não convidada a entrar, por isso o nome), o Templo do Céu, fazer um passeio de bike pelos hu tongs (conjunto residencial típico da cidade, que cada vez é mais raro pois com o grande crescimento e modernização, o governo têm demolido vários para construir mega edifícios no lugar. De Pequim também é de onde saem as excursões para a Grande Muralha que fica a uns 100 km de lá. O Palácio de Verão, que tem parques, jardins e lagos lindos é uma delícia de conhecer também. Outros "pontos" turísticos importantes são: provar o Pato Laqueado, que é uma delicia, visitar uma farmácia tradicional (e fazer uma consulta que é free) e provar as iguarias estranhas como escorpião, estrela do mar e larvar no espeto (eu só tive coragem de provar o escorpião, que vem com tanta pimenta que nem senti gosto de nada). Ahhh a comida lá é super apimentada, então prepare-se, até porque pra pedir qualquer coisa fora do cardápio é bem dificil. Eu acabei me arriscando e indo a um supermercado onde comprei pão, geleia e outras coisas mais comuns (tudo escolhido pela fotinho da embalagem) pra não passar fome.
Agora, já que cruzaram toooodo o planeta pra chegar lá, é proibidooo não conhecer: Xian, Guillin, Shangai e Hong Kong!
                                                                               


A cidade de Xian é onde ficam os 6 mil guerreiros de terracota, que foram encontrados no século XIX mas ainda estão sendo desenterrados.  é uma das cidades mais antigas do país e de grande importância histórica para a China. Desde o século 11 a.C., foi a capital de 13 dinastias e o ponto de partida para a rota da seda, antigo trajeto comercial que ligava a China ao Mediterrâneo. O exercito de guerreiros de barro é algo impressionante, tem cavalos, guerreiros, carruagens, todos em tamanho natural e com expressões perfeitaaas... estão alinhados em formação de guerra e foram feitos para "proteger" a tumba do primeiro imperados chinês Qin Shihuang. Também lá se visita a muralha da cidade e o Pagode do Grande Ganso Selvagens, mas são passeios de meio dia, portanto, com uma noite e dois dias em Xian está mais do que suficiente.


                                                                    Guillin
Ponte dos Imortais, Huangshan, China

A cidade de Xangai foi a que mais gostei... ela tem uma mistura incrível do novo super moderno, com o antigo e super histórico.
É uma cidade com uma vida noturna super agitada. É a maior cidade da China, e muito parecida com Hong Kong, pois tem mar, porto, e tal.Lá vocês têm que conhecer: a casa de chá no Yu Garden, o monastério do Buda de Jade, e perceber a diferença entre a arquitetura tradicional de lá em comparação com a de Pequim (pois foram disnastias diferentes que dominaram cada uma).

                                                                               
Pudong Distrito de Shangai - rio Huangpu 

Os contrastes de telhados  e construções de Shangai
Túnel do metrô em Shangai com passeio para turistas


Já Hong Kong é muito bacana... parece uma "China Town" gigante... pois você vê construções super ocidentalizadas, ônibus de dois andares, como em Londres, mão inglesa pra dirigir mas um monte de chinesinho na rua e tudo escrito em deseinho... hahahahahaha. É muito doido!!! As luzes de neon nas ruas a noite deixam a gente até meio tonto... (dá pra imaginar como se sente o mosquito quando é atraído por aquela luz assassina hahahahah), as visitas obrigatórias por lá são: o templo taoísta de Wong Tai Sin, o Tiger Balm Gardens e passear na orla do Porto de Victoria. E muitas compras!
                                                                               


Quanto ao clima... no verão é de morrer cozido no vapor... a temperatura chega a 45 graus e a umidade relativa do ar a 85%... e no inverno neva demais em algumas cidades (como Pequim por exemplo). Então o melhor é ir ou no outono ou na primavera (que é liiiindo pois todas as flores estão começando a aparecer) e têm muita cerejeira por lá também (assim como no Japão) o que é um espetáculo a parte.
A comida... é duro viu! Não vou enganar... é estranha, feia, apimentada... mas veja pelo lado bom, serve de dieta pós comilança de casamento... hahahahah.
Nós aqui na Moinhotur sempre recomendamos aos nossos clientes (tanto em viagens FIT como os alunos do summer camps) que levem barrinhas de cereais na mala ou bolachas, assim garantem alguma comidinha... hahaha
No mais... é a viagem que eu mais amei fazer na minha vidaaaaaaaaa, realmente recomendo muito!!!! Tenho certeza que ninguém se arrepende de conhecer o "quase outro lado do mundo".
Mas uma questão é importante, pra aproveitar bem tudo e não passar perrengue VÁ COM GUIA e compre de uma empresa especializada e idônea do Brasil, porque lá ninguém fala inglês não, mesmo em Hong Kong foi dificil me comunicar com o pessoal na rua (para pedir informação e etc).
Bom queridas, por hoje é isso... espero que tenham gostado, quinta tenho news sobre a Chanel (que não pariu aindaaaaaa) e nossas provas de cabelo e maquiagens!!! Beijocass e vocês me encontram na Moinho Tur para qualquer dúvida.
                                                                         

LEIA TAMBÉM

0 comentários

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu Email receba as Novidades do Mother of the Bride

Mais Recentes

CURTA NO FACEBOOK