Coluna da Paulinha - Tradições e Celebrações

março 09, 2014

Merhaba noivinhas... tudo bem???

Depois do meu último post, contando sobre a minha cerimônia com a família do meu ask segue mais sobre o que aconteceu depois em Istanbul. Pra quem não leu, Leia aqui para saber da primeira parte da cerimônia.

Sei, que coluna saiu mais tarde do que o que deveria ser, mas é por uma boa causa...

Ontem foi nosso jantar pré-casamento, e queria esperar pra postar com novidades dessa noite.

Como muitos amigos queridos nossos não poderão ir ao Brasil para nossa festa, decidimos reuní-los em Istambul para um jantar.

Estiveram lá aproximadamente 40 pessoas e todas muito queridas nossas... ficamos super felizes mesmo!

Bom, o jantar começou por volta das 20 horas e foi até às 2 da manhã, então imaginem a farra. Tivemos muita comida turca, de entrada teve: berinjela refogada, homus, iogurte com pepino e favas cozidas, depois de jantar: peixe frito, almondegas de cordeiro e espetinho de frango... sim a comida turca não tem nada de super requintada, é muito parecida com a nossa, e é uma delícia, ainda mais para os amantes de cordeiro como eu!

Chamamos uma dançarina do ventre que foi a sensação da noite... junto comigo (me fizeram sambar no meio da pista... hahaha, pena que não me deram tanto dinheiro quanto pra ela, hahahaha), ela era super bonitona, um corpo incrível... hahaha mandei o meu aşk aproveitar para babar enquanto pode né?

Depois muiiiiiita musica turca tradicional, os turcos são animadíssimos e amam dançar (INCLUSIVE OS HOMENS) o que é ótimo pois a companhia para festas é garantida!

A dança, ao contrário do que muitos pensam, não é estilo dança do ventre... na verdade os homens estalam os dedos com os braços abertos e ficam dando uma mexidinha de cabeça, e as mulheres fazem o mesmo mas requebram os ombros... hahahahah. E não pensa que é fácil não... do mesmo jeito que nós brasileiras requebramos como ninguém, as turcas mexem os ombros de um modo muito lindo, e difícil de acompanhar. Tem também uma dança típica dos casamentos, que é uma dança em roda com uns passinhos pré estabelecidos que todo mundo sabe fazer (muito parecido com os casamentos judaicos, afinal, ambos são muito similares em muitas coisas). Claro que eu gravei tudo e filmei direitinho que é pra poder ensinar pras minhas amigas e repetirmos no Brasil!!!



Hoje é meu último dia na minha amada Istambul... a vista do restaurante de ontem que era no topo de um prédio de frente pro Bósforo e com vistas pra Mesquita de Sultanahmet já me deixou com muita saudades, mas o bom de ser um pouco turca agora é que poderei voltar quantas vezes quiser!!! E com certeza virei muito!

A saudade do aşk da uma apertadinha, mas obvio que o fato de ele estar desembarcando definitivamente no Brasil dia 8 de abril deixa o aperto um pouquinho menos doido... agora falta pouco para, como ele mesmo disse, “ficarmos juntos para sempre”.

Anteontem recebi a história da nossa história por e-mail, explico, como somos de religiões diferentes e não nos converteremos, decidimos contratar uma contadora de histórias para celebrar a nossa união... o que deixou tudo muito bacana e personalizado (#ficaadica) e ficou linda de morrer... até paguei mico chorando no meio do restaurante, hahaha, acho que será muito emocionante para todos, pois os que conhecem a nossa história verão um filminho em suas cabeças, e quem não, ficará sabendo de uma forma muito bonita e delicada, será o máximo, já estou preparando o lencinho... sou a mior chorona do mundo, choro até no final do filme dos trapalhões, então imagina... ainda mais porque, só pra “piorar” a situação, minha melhor amiga, que é cantora, será quem cantará durante toda a cerimonia... “guenta essa”.

Bom amores... semana que vem já volto ao ritmo normal e os posts voltarão aos seus dias normais (terça com dicas de lua de mel e quinta com mais aventuras de noiva to be).

Beijinhos e gülle gülle.

LEIA TAMBÉM

0 comentários

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu Email receba as Novidades do Mother of the Bride

Mais Recentes

CURTA NO FACEBOOK