,

O amor ultrapassa as distâncias e culturas - Coluna da Paulinha

março 04, 2014

                                                                           

Mehraba noivinhas queridas sonhadoras e ansiosas... depois da saga que eu passei pra chegar até aqui... enfim estou na minha nova terra do coração. .. a Turquia! 
 Olha... essa semana vou pular a dica de lua de mel, tenho tanta coisa pra contar daqui que achei que vocês gostariam mais... espero que eu tenha acertado e que vocês curtam junto comigo.
                                                                           

                                                                             
Cheguei aqui na sexta a noite e no sabado ja viemos pra Antalya, região no sul da Turquia de onde meu aşk é e onde moram os pais e o irmão dele.
Eu ja conhecia a familia por skype mas essa foi a primeira vez ao vivo. Frio na barriga a parte (primeiro porque por mais que ele dissesse que a mãe dele não se importava que eu não fosse muçulmana sempre tive um certo receio de que ele estava sendo light demais... depois por todas nossas diferenças: religião, língua, costumes, cultura e poder aquisitivo) ou seja... TUDO.
Foi muito diferente, muito novo mas muito enriquecedor.
O meu aşk vem de uma família muito diferente da minha, os pais dele são pequenos agricultores de uma pequena vila no interior da Turquia, e eu, de uma familia de classe media alta da megalopole paulistana... que tal?  Pois é , na minha família, meu pai, mãe e irmão e eu, amamos jogar golf, esquiar, viajar pelo mundo e conhecer novas culturas. Hehehe...mas o importante é que essas diferenças  fazem de meu ask e eu  mais unidos e mais fortes juntos... é uma soma e é dai que vem nosso impulso para ir cada vez mais longe juntos.
Bom... voltando ao que interessa... hoje tive minha iniciação nas tradições turcas de casamento. 
                                                                                   
                                     
                                                                                
Fizemos aqui o nosso noivado oficial. Alguns amigos mais proximos foram até a casa dos pais dele... eu servi o chá (çay, lê-se "txai") primeiro às visitas começando pelos mais velhos. E não se pode deixar ninguém de copo vazio, quando está acabando temos que ir até la e servir mais çai. Ainda bem que a irmã dele,  a Aişe, que é bem mais experiente,  e rapida, que eu, estava la me ajudando... hahaha senão teria sido um tal de todo mundo sem çay... hahahah. 
Bom... daiii vem a parte engraçada,  pela tradição real,  a família do noivo vai até a casa da família da noiva e leva doces e um bolo pra pedir a mão da filha deles em casamento. 
A pretendente então "resolve" servir um café,  mas na xícara do pretendente ao invés de açúcar ela deve por sal. Entao serve à todos com o cuidado de que a xícara com sal seja para seu pretendente.  Todos tomam o café,  e o pretendente a noivo deve tomar sem fazer careta, assim sabe-se que ele esta disposto a aguentar tudo ao lado dela. O meu aşk fez caretaaaa.... mas também eu caprichei no sal... afinal, melhor sobrar do que faltar né??? Hahahahaha 
                                                                               
                                                                               
 Antes de tudo isso tínhamos ido escolher as alianças que usaremos no casamento. Aqui elas vem amarradas com uma fita vermelha e cada uma fica numa ponta. Isso é porque no noivado, depois do café com sal, os pais do noivo (que devem antes de tudo isso, lavar-se como se fossem rezar, na tradição muçulmana) seguram cada um uma das alianças,  fazem uma oração onde pedem a bênção de Allah aos seus filhos e colocam a aliança em cada um dos noivos. 
Depois disso a mae do noivo corta a fita ao meio. Ela tem que ser cortada ao meio pois senão não haverá igualdade no casamento. Depois a noiva corta varios pedaços da fita e da para as amigas que ainda não casaram (amigaaaaaaas... calma que estou levando na mala...kkkkk) a amiga que ficar com o pedaço maior é a que casará primeiro... e dai por diante.
Bom, a primeira parte foi feita... hoje voltaremos pra Istambul onde ainda fico até o final da semana. Tenho mil coisas para comprar lá de lembrancinhas do casamento e os itens para minha kına gecesi (depois conto o que é. .. vamos por partes senão perde a graça,  né? ). 
                                                                               



Em Istambul tambem teremos mais festa... aqui tudo é festa. Como muitos amigos nossos não poderão ir ao casamento no Brasil,  faremos um jantar de pré casamento lá, em um restaurante bem tipico preto da taksim. Vai ter fotinho disso aqui também,  pode deixar! Então peparem-se que ainda tem muita história e tradição pra contar... estou levando na cabeça, câmera de foto, bloquinho de anotação e no coração muita coisa pra dividir sobre o casamento, tradições e também historia e turismo da Turquia. Acho que a Cris vai ter que me deixar escrever a coluna até bem depois do meu casório.... de tanta coisa que tem pra contar... hahah
Quinta feira tem mais, espero que eu não me perca nas tentações "CONSUMISTICAS" do grand bazaar, mas os vendedores de la (muitos ficaram amigos e ja sabem que estou vindo) sempre acabam me convencendo que tudo é çok güzel (muito lindo) e acabo comprando muito mais do que devo ( e posso) hahaha.
Gülle gülle e até quinta! E se você perdeu a última coluna com minhas dicas do meu Brasil brasileirinho veja aqui
                                                                               



                                                      Paula Becker  www.moinhotur.com.br/‎


LEIA TAMBÉM

0 comentários

ASSINE A NEWSLETTER

Cadastre seu Email receba as Novidades do Mother of the Bride

Mais Recentes

CURTA NO FACEBOOK